Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Dezembro, 2012

Distracção / 11 [Tanto me faz]

 

»»»»» De entre a muita produção musical que submergiu o pós vinte e cinco de abril português, alguma dela de qualidade apreciável, a canção que ainda hoje mais me move à melancolia é Tanto me faz, na voz de Tonicha. Composta pela dupla Fernando Tordo / José Carlos Ary dos Santos, nesse momento muito produtiva, tem uma estrutura melódica com dois crescendos pungentes seguidos de cesura; e as palavras do muito codificado, restrito vocabulário poético de Ary dos Santos, não ferem a melodia. Terá sido das menos ouvidas mas, por razões que a minha razão desconhece, foi a que mais me moveu e é a que maior quantidade melancólica me transfere ao sentimento nestes dias de dança macabra entre dona Finanças e o descalço Poder.

»»»»» As palavras de Ary dos Santos foram estas:

 

»»» Tanto me faz ser mulher, poeta ou soldado. Meu canto é amor de punho fechado. Levanto a voz da liberdade. Sei que nunca mais direi saudade.

»»» Tanto me faz ser alfaia, martelo ou palavra, eu sou a seara que este povo lavra. Lutando, rasgo os sulcos da verdade. Sou eu, quem nunca mais dirá saudade. [Repete em último lugar.]

»»» Tanto me faz estar aqui ou seja onde for, sou mulher, sou terra, sou trabalhador, encontrei o rumo da certeza, e sei que nunca mais direi tristeza. [Repete em penúltimo lugar.]

»»» Tanto me faz ser rebelde, mulher, desertor, sou apenas ser, que aprendeu a dor. Amando como amo o meu país, jamais deixarei de ser raiz.

»»» Tanto me faz ser mulher, poeta ou soldado, meu canto é amor de punho fechado, defendo a construção da nossa terra e sei que nunca mais haverá guerra.

 

»»»»» Palavras grandiloquentes, manifesto voluntarioso, tendencialmente megalómano. Metaforicamente afirmativo: “rasgo os sulcos da verdade”. Como se pode afirmar tanto?, se a verdade, afinal, não está ao fácil alcance de cada um nem é propriedade individual, pelo menos a “verdade” entendida como abstracção universal, e é nesse sentido que ocorre na canção.

»»»»» [CD Canções com aroma de abril, volume 2, Strauss, 1994.]

A.S.

[11.12.2012]

Read Full Post »