Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2015

Miniatura / 11 [Um dispositivo para o sol]

João Sá e Fátima Sá 001

 

»»»»» Terá sido em mil-novecentos-e trinta-e-sete e mil-novecentos-e-trinta-e-oito, época do estio, ou seja, entre outubro de um ano e maio do outro, período de maior calor e grandes aguaceiros em Angola, hemisfério-sul. E foi isto: à pequena Maria de Fátima, nascida na xitaca (*) no último dia do ano de mil-novecentos-e-trinta-e-um, foi detectado um processo de raquitismo. Isto não aconteceu sem um precedente-determinante, que foi este: crise de paludismo-grave, mais grave que outras-antes, febres nessa xitaca a dez quilómetros de Nova Lisboa, Huambo: febres-graves, que não se pode considerar que prostrassem a menina: mais do que isso: de tão cálidas, estiveram próximas de queimar-lhe a vida. A não serem as kimbandas (**) da governanta, mulata Alice, ao menos o quinino receitado a reteve no mundo onde estamos vivendo. Este foi o precedente-determinante.

»»»»» Reconduzida à vida, não a abandonou a debilidade em semanas-mês ou meses-subsequentes. E o médico que antes a salvara diagnosticou-lhe um malevolente raquitismo-em-progresso, causa da fraqueza, desfome tendendo a fatal. E tratamento em-boa-hora prescrito foi sol-do-planalto, óleo-de-fígado-de-bacalhau e, desde-já, injecções de cálcio e vitamina C.

»»»»» Este desde-já foi logo na sequência da diagnose do médico, em Nova Lisboa. A menina ficou dias-semana-ou-mais na cidade, entregue aos cuidados da amiga família Morgado: a esposa, Adília, além dos banhos e das refeições, ministrava-lhe colheradas de óleo-de-fígado-de-bacalhau; o marido dava-lhe as injecções de cálcio e vitamina C; dois rapazitos, Hilário e Viriato, mais a menina Mimi completavam este núcleo familiar: e eram, estas crianças, companhia para folias, nas quais Mariazinha perdia o fôlego já-a-seguir, logo destinada a ouvir compungida as reprimendas de Adília aos filhos, que deixassem a menina-doentinha sossegada.

»»»»» O óleo-de-fígado-de-bacalhau era-lhe-a-ser ministrado em amaríssimas colheradas, a que se devia seguir um torrão-de-açúcar que derretesse na boca, assim evitando vómito-imediato, que anularia os previstos benefícios terapêuticos.

»»»»» Quanto ao sol-do-planalto, havia que imaginar a estratégia a adoptar. Entenda-se qual e como. Qual seria sol a apanhar todo-o-corpo pelas manhãs, salvo as de aguaceiros-acaso, há muito dessas, e sol só até às inda-ternas dez horas, não mais, que ao sol tropical, se com ele havemos de nos tratar, devemos tratá-lo de modo próprio. Como passaria por criar um dispositivo para a exposição ao sol, seja uma carroça, essa-mesma que os bois-de-tiro puxavam da xitaca à cidade e vice-versa.

»»»»» Assim, a pouca-distância da entrada lateral que dava acesso à alma da casa, ou seja, o infinito compartimento dos trabalhos-caseiros, geral-aquartelamento da omniconstantevidente Alice; no exterior a pouca-distância dessa entrada lateral da casa, aí mesmo era que a menina se ajeitava na carroça, sobre cujo tabuame se estendia o colchão de barbas-de-milho, o mesmo em que dormia pelas noites: aí ficava ela uma hora deitada, escondidas só as partes infanto-pudibundas sob uma calcinha: ficava exposta ao sol inda-terno das matinas mediterrâneo-subtropicais do planalto africano. Mas para que o sol, mesmo terno, não incidisse na face infantil, o pai-ourives construíra uma pequena estrutura constituída por quatro espeques, erguidos-fixos ao tabuame da carroça, espeques-quais sustentavam uma colcha-de-cama. Estrutura aéreo-quadrangular, toldo providencial para tapar o sol que caísse contra a cabeça da petiza-enferma.

»»»»» Alucinante, enfim, pela simpleza rústica e efectividade prática, a visão deste sistema e estratégia. Tal sistema, subsequente e concomitante às injecções de cálcio e vitamina C e à amargura das colheradas de óleo-de-fígado-de-bacalhau: tudo não foi demasiado mas suficiente. Tanto mais quanto tudo se adequava aos fins, inclusive as kimbandas-maternais de Alice — e os fins foram felizes. Em breve Mariazinha estava saudável, cresceu saudável o seu metro e setenta e pouco mais-alta que a média das meninas afro-europeias da sua geração.

 

»»»»» [Nota iconográfica: anteposta ao texto, a fotografia datará de mil-novecentos-e-trinta-e-sete ou mil-novecentos-e-trinta-e-oito; nela vêem-se Maria de Fátima e, do lado esquerdo da árvore, seu irmãozinho João de pouca mais idade.]

 

 

GLOSSÁRIO:

  • Xitaca (s.f.) — Pode ser uma lavra. Ou uma pequena propriedade agrícola, uma quinta. Do termo umbundo oxitaka’.
  • Kimbanda (s.n.) — À partida era o/a oficiante de praticas de magia ancestral africana, entretanto o sentido da palavra estendeu-se à prática em si dessa mesma magia. Neste contexto, refere os rituais mágicos da governanta. Do termo kimbundo kimbanda.

 

 

António Sá

[02/04.07.2015]

Read Full Post »