Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Janeiro, 2017

Miniatura 14

Miniatura / 14 [Na xitaca, contra a paisagem]

 

hua-1-001

 

»»»»» Estão contra a paisagem —plataforma setentrional africana: relevos sem ambição de serem colinas, região do Huambo, coração-e-entranhas de Angola. Nos limites da xitaca — para além, essa paisagem contra a qual estão os recém-chegados e os aí residentes. Xitaca, termo umbundo, designa aqui o terreno-propriedade do pater familiae, Antonio Gomes de Sá, cinquenta-e-cinco anos, o homem sentado, de sombrero na mão. Registo a escrita sem acento gráfico de “Antonio”, por respeito à ortografia do próprio. Os aí residentes são este pater familiae, e dois dos descendentes: Joaquim, trinta anos, o mais à direita na foto, de pé, com sacola e chapéu; Maria de Fátima, onze anos, aí já nascida, a adolescente de pé, contra a paisagem. Outro que aí nasceu, João, algo mais de dois anos antes desta última, não se inscreve neste flagrante. Desandados de Luanda, os recém-chegados que a película flagrou: casal e respectivos descendentes pequenos. José e Maria de Lourdes, o casal, de pé um e outra, de chapéu ambos; e, sentados na rocha, os descendentes enquanto crianças, Daniel e Nair.

»»»»» Portanto, o casal: José Gomes de Sá, trinta-e-cinco anos, filho primogénito do pater familiae, e Maria de Lourdes Figueiredo e Sá, vinte-e-dois anos, sendo ele ourives e ela doméstica. Conheceram-se em Luanda, tendo aí casado em mil-novecentos-e-trinta-e-sete, e tendo aí gerado dois filhos, cujas idades andariam pelos cinco anos, Daniel, o rapaz; e os quatro anos, Nair, a rapariga. Depois de um tempo de vida em Luanda, capital a que José chegara adolescente em mil-novecentos-e-vinte, rumaram, por certo instados pelo pai Antonio, para o interior, eventual paraíso geográfico e futurante promissor de oportunidades. Assim se reunia a família desluandante com essoutro núcleo vivente no Huambo.

»»»»» A foto terá sido tomada para assinalar a reunião familiar, e a família assim se manteria unida, na região geográfica do Huambo, pelas décadas seguintes. Datará de mil-novecentos-e-quarenta-e-três, de acordo com a aproximação que dela faz Maria de Fátima, em conversa actual, outubro de dois-mil-e-dezasseis. Maria de Fátima: essa rapariga de pé, cabelo apanhado por detrás das orelhas, blusa branca e saia xadrez; ela não hesita em decidir que estava nos seus onze anos, perfeitos a trinta-e-um de dezembro de mil-novecentos-e quarenta-e-dois.

 

 

António Sá

[Novembro, 2016]

 

 

Anúncios

Read Full Post »